quinta-feira, 4 de outubro de 2018

INDICAÇÕES PARA ÁCIDO HIALURÔNICO


  • Rugas finas no rosto
  • Sulcos faciais: sulco nasogeniano (“bigode chinês“)
  • Reposição e aumento de volume do rosto: causadas pelo envelhecimento ou outras doenças como a Lipodistrofia do HIV, levando a “bochecha murcha”
  • Rugas periorais: são as “rugas em código de barras”, rugas na boca, rugas nos lábios.
  • Sulcos do canto da boca e infralabiais.
  • Correção de cicatrizes
  • Preenchimento labial: usado para aumento do volume dos lábios.
  • Preenchimento malar: é a correção e remodelação da maça do rosto,.
  • Preenchimento para olheiras e “olhos fundos”

terça-feira, 2 de outubro de 2018

Terapia Neural: Desatando os nós das emoções

O que é terapia neural?

A terapia neural, muito parecida com o processo de acupuntura, visa não o tratamento de doenças, mas sim de pessoas e do corpo com um todo.
O corpo é constituído por um sistema nervoso, logo se algo acontece em algum lugar, ele pode vir a desencadear alterações em outras partes do corpo. É devido á esse fator, que muitas vezes quando sofremos transtornos emocionais ou físicos, sentimos um desequilíbrio corporal. Esse desequilíbrio se manifesta, através de dores crônicas, insônia e prisão de ventre.
A terapia neural visa neutralizar essa alteração, de forma a permitir ao corpo seu funcionamento normal.
Esse tratamento se dá através aplicação superficial de procaína, um anestésico local, em partes especificas ou doloridas do corpo. A procaína permitirá o livre fluxo de informações por todo o organismo. Além de neutralizar o motivo da alteração no seu sistema nervoso, levando-o a parecer que nunca existiu.
Devido ás regiões dos dentes serem enervadas e conectadas, ela podem gerar irritações e infecções. Portanto, a terapia neural também vem sendo muito utilizada por dentistas em tratamentos dentários.
Sabia que você também pode ter acesso a planos saude odontológico? Entenda como funcionam as coberturas!
O tratamento só pode ser realizado por profissionais da saúde, médicos ou dentistas. Para tanto eles têm que, através de conversas, conhecer seus pacientes, com objetivo de descobrir sua história de vida. Vai buscar identificar todos os acontecimentos traumáticos e emocionais para saber o que levou á alteração, e assim poder aplicar a injeção no local correto.

Benefícios

  • O tratamento pode ajudar á:
  • Regular o sistema nervoso;
  • Regular a circulação;
  • Promove efeito relaxante;
  • Trata casos de insônia, enxaqueca e tireoide. Fonte: http://www.bemestardehoje.com.br

terça-feira, 21 de agosto de 2018

Odontologia Integrativa

O mercado de Harmonização Orofacial têm crescido muito acima da média de todos os outros procedimentos em saúde/estética. Particularmente no Brasil, onde a atenção para a estética possui uma forte presença cultural. Algumas pesquisas já apontaram que, até 2020, o Brasil será o 2­º maior mercado de estética do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos. Na Odontologia, o crescimento nos últimos 10 anos esteve acima de 100% ao ano, especialmente ganhando a preferência dos pacientes na escolha do dentista como profissional que entrega melhores resultados estéticos, em detrimento aos tracionais procedimentos da cirurgia plástica. Por outro lado, esses bons resultados são dependentes de um bom diagnóstico, para depois haver a proposição de opções terapêuticas. Nesse sentido, destacamos abaixo 4 principais pontos que o Cirurgião-dentista precisa dominar para ter segurança nos seus diagnósticos, planejamentos e sucesso nas terapias. Este conteúdo foi produzido durante o Advanced International Orofacial Aesthetics – Hospital Nicholson Center, Orlando, Flórida.

  • Remodelação Óssea da face:
Durante o processo natural de envelhecimento ocorre a remodelação dos ossos da face. Como sabido, os ossos são a base de sustentação muscular, influenciando no contorno facial. Assim, como o passar dos anos, este remodelamento causa ptose dos músculos faciais e, consequentemente, da derme que o reveste, fazendo com que o paciente perca as características de jovialidade. Para contrapor esse processo, as terapias mais indicadas são os preenchedores e, como coadjuvante, fios de sustentação, como os fios de PDO e o processo de lift facial.

  • Remodelação da gordura subcutânea:
A gordura subcutânea é outro tecido que sofre alterações com o aumento da idade. Este tecido perde massa e inserção, e como resultado o tecido muscular adjacente sofre descolamentos, revelando, assim, os sinais da idade. Como meios de tratamento destacamos o uso de laser de baixa potência, alguns tipos de biomateriais preenchedores e terapias com PRF (Plasma Rico em Fibrina). Esses procedimentos devolvem a tenacidade muscular e a da pele, minimizando o efeito que a alteração da gordura imputa naturalmente.

  • Alterações sistêmicas do metabolismo:
A dinâmica do metabolismo também é alterada pelo passar dos anos. Diminuição da vascularização, alterações hormonais, alteração da resposta fisiológica aos macro e micronutrientes determinam alterações que resultam em: aumento dos processos degenerativos, alterações da resposta inflamatória e formação de radicais livres. Tudo isso intensifica muito o processo de envelhecimento físico e, obviamente, facial. Terapias de modulação hormonal, terapias integrativas para identintificação das alterações dos macro e micronutrientes e sua correta restituição ao paciente, quando corretamente indicada pelo Cirurgião-dentista, potencializa os resultados clínicos das clássicas terapias de: botox, laser, preenchimentos com biomateriais, lifts faciais, microagulhamentos, dentre outros.

O pulo do gato é compreender que a percepção sistêmica do paciente pelo Cirurgião-dentista é um forte influenciador dos bons resultados nos pacientes.


  • Análise cefalométrica:
Aqui entra um diferencial que os dentistas possuem a outros profissionais de saúde: quando o Cirurgião-dentista reune informações cefalométricas no processo de diagnóstico, seus resultados são sempre mais previsíveis. Pacientes classe II esquelética, por exemplo, podem ser suavizados com uso de biomateriais preenchedores na região mentual. Pacientes com padrão de crescimento vertical, por sua vez, geralmente possuem pouca projeção malar, seguramente indicando ganhos com uso de biomateriais preenchedores nessa região. Por fim, também nos casos de perda vertical de oclusão, que intensificam as linhas peribucais, o uso de fios de sustentação e terapias do estímulos do colágeno, seguramente trazem bons resultados ao paciente.

É óbvio que, nesse artigo, não poderíamos listar todas as alterações, bem como todas as possíveis terapias indicadas, incluindo às relacionadas ao próprio tratamento oclusal do paciente.

Ao Cirurgião-dentista aspirante ao domínio da Harmonização Orofacial, ou então, aqueles que já possuem experiência nessa nova área, ponderamos que uma profunda base de conhecimento anatômico, tanto teórico como prático – nesse quesito o estudo em cadáver – é um grande diferencial na segurança para diagnóstico e indicação das inúmeras técnicas disponíveis. Um segundo ponto indispensável, que indicamos para todos os profissionais que atuam com Harmonização Orofacial, é o domínio do efeito bioquímico dos: macro e micronutrientes, hormônios e, por fim, da própria fisiologia do envelhecimento. Juntos esses fenômenos, quando corretamente diagnosticados, corroboram para resultados melhores, pacientes mais felizes e profissionais mais reconhecidos.

Por:
Profª Maria Bibiana
Profº Weder Carneiro

sexta-feira, 27 de abril de 2018

Colágeno: funciona mesmo?


O Colágeno é prescrito por médicos para problemas nas articulações e pelos dermatos  para  prevenir ou diminuir a flacidez. Funciona, sim. Mas não é qualquer colágeno que vai surtir efeitos na sua pele. É preciso ser  o colágeno hidrolisado e transformado em peptídeos. Além disso, sem a vitamina C, (já vem junto em algumas marcas) o efeito é bem menor.  Outra coisa é a dosagem diária. Nada menos do que 10mg ao dia. Algumas marcas não indicam a quantidade na embalagem. É preciso ser cuidadoso ao comprar seu colágeno. Prefira sempre os que são hidrolisados e com a quantidade de 10mg por porção. Mais ainda: com adição de vitamina C. Do contrário você vai ter que tomar 10 cápsulas diárias para atingir a quantidade ideal o que, convenhamos, é um disparate. Outra coisa importante: quando você toma o colágeno, seu corpo, inteligentemente, se encarrega de enviá-lo para  os órgãos ou áreas que mais sentem falta dele. Portanto, pode ser que venha a ter efeito sobre a pele,cabelos e unhas, depois de um  certo tempo de uso continuado. Antes ele vai ser enviado para onde seu corpo mais necessita. Supridas estas partes, ele começa a atuar na pele.A gelatina (essas que vem prontas) não fazem o efeito do peptídeo de colágeno hidrolisado. A quantidade de colágeno das gelatinas é mínima e não supre nenhuma deficiência.
Excelente para a saúde dos ossos, articulações, pele, cabelos e unhas, tendões e ligamentos, o colágeno  hidrolisado deve ser consumido de manhã, se você faz academia, ou a noite, se não faz nenhum tipo de exercício.

segunda-feira, 5 de março de 2018

Mitos e Verdades Sobre Toxina Botulínica


1.       OS CREMES ANTI RUGAS FAZEM O MESMO EFEITO QUE A TOXINA BOTULÍNICA?

Não existem cremes anti  rugas que façam o efeito de aplicações de toxina botulínica. Os cremes agem na superfície da pele, hidratando a ajudando a manter a pele com aspecto bem cuidado e até atenuando rugas mais finas. Não agem nos músculos, como a toxina botulínica que impede a formação de rugas de expressão.

2.       A APLICAÇÃO É DOLORIDA?

A dor causada pelas agulhas, que são muito finas, é suportável e leve. Mesmo porque existem técnicas  que ajudam bastante na dispersão da dor, tornando-a  quase nula.

3.       É VERDADE QUE O ROSTO PERDE A EXPRESSÃO COM A APLICAÇÃO DE TOXINA BOTULÍNICA?



Quando bem aplicada o resultado é bastante natural  e não deixa o rosto sem expressão. Muito pelo contrário: possivelmente, as pessoas notarão que seu rosto está mais jovem, mas  não sabem a razão.

4.       O EFEITO É IMEDIATO?

Não. O efeito total só é atingido no 15º dia depois das aplicações. Começam os resultados depois do 4º dia da aplicação.

5.       QUANTO TEMPO DURAM OS EFEITOS DA TOXINA BOTULÍNICA?

Os efeitos duram de 4 a 6 meses, dependendo de cada indivíduo. Quem fuma, por exemplo, pode ter os efeitos durando menos tempo, mas isso também não é definitivo.

6.       É VERDADE QUE AS RUGAS FICAM MAIS VISÍVEIS E PROFUNDAS DEPOIS DE PERDER O EFEITO?

Não. Ao contrário, as rugas tendem a  se atenuar  porque a toxina botulínica  paralisa os músculos responsáveis pela formação destas rugas. O que forma a ruga é a repetição de expressões faciais (riso, raiva, etc.) ao longo dos anos.  A toxina botulínica impede a formação de rugas.

7.       A TOXINA BOTULÍNICA “VICIA”?

Não.  O que pode acontecer é um “vício” psicológico. A pessoa se sente tão bem, aumentando sua auto estima, que ela não quer mais viver sem isto. Cabe ao profissional dosar as aplicações de maneira que não se perca a naturalidade ou a expressividade do rosto. 

8.       COM QUE IDADE POSSO FAZER AS APLICAÇÕES?

Não há idade determinada. Começando as aplicações mais cedo (há quem comece por volta dos 25 anos) evita-se a formação de rugas na terceira idade, ou se aparecem, são muito menos acentuadas.

1.       EXISTEM EFEITOS COLATERAIS?

Podem surgir pequenos hematomas em pontos das aplicações que desaparecem com poucos dias. Não há relatos de efeitos colaterais graves em aplicações de toxina botulínica, tratando-se de um procedimento simples e não invasivo.

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Tenho 65 anos. Peso exatamente 60 k, 1,65m, portanto não sou gorda. Nem magra como fui na juventude. Meu manequim é 40. Me chamam por senhora mas poucos acreditam que tenho filhos de 40 anos. Sou uma velha senhora, na dúvida. Sou velha, mas não sou doente. É o que diz minha disposição física, meu temperamento cheio de altos e baixos, minha consciência, meus propósitos, os mesmo que eu tinha com 20 anos. Ainda toco os dedos dos pés com as mãos, em pé ou sentada, ainda me sento com as pernas cruzadas, ainda ando de pés descalços, ainda arregaço as calças até os joelhos, levanto-me do chão sem usar as mãos e , pasmem os mais jovens, ando com desenvoltura e sem bengalas! Não tenho nenhuma das doenças chamadas da velhice, minhas juntas estão bem untadas, sou flexível como sempre fui. Sei fazer tricô, crochê, sei cozinhar, mas odeio. E nem tempo eu tenho, porque trabalho 12 horas por dia, sou publicitária. Tenho uma vida normal, como a sua, minha jovem de 40 anos. Onde estão os sinais da velhice? Na minha pele, suponho, que não é a mesma dos meus vinte anos. Tinha espinhas demais. Hoje tenho pequenos sinais. Rugas? Não, ainda não. Como cheguei até aqui assim? Vivendo. Um dia de cada vez.

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Quem Procura, ACHA!

Há um médico americano que escreveu um livro chamado “Sobrediagnóstico”. Para ele, exames e visitas periódicas ao médico, podem fazer muito mal à saúde. Quem procura, acha. Não existe nenhum organismo (humano) que seja perfeitamente saudável. Especialistas sempre vão encontrar “doença” em um órgão específico, desde que façam todos os exames necessários. E essa “doença” poderia estar com você desde a mais tenra idade e não lhe causar desconforto algum. Ou você já ter nascido com este defeito de fabricação. E mesmo assim continuar vivendo com grandes possibilidades de não morrer tão cedo. Mas ele, o especialista, descobrindo a falha, receita-lhe um remédio “sem efeitos colaterais”que pode lhe matar ou trazer tantos distúrbios que, em pouco tempo, você estará realmente doente.Todo remédio tem efeitos adversos. E, para terminar com os efeitos de um, receitam outro. O que este médico americano aconselha é: “procure um médico se tiver sintomas”. Se não tiver sintomas, não procure, porque você vai encontrar. Inclusive, numa de suas entrevistas ele disse que o câncer de próstata tão frequentemente explorado e encontrado, nem sempre precisa ser operado. Muitos senhores hoje vilipendiados em sua virilidade, poderiam continuar machos como sempre foram (transando, quero dizer) se não lhes tivessem extirpados os testículos tão desnecessariamente. Existe um tipo ( não sei exatamente quantos) de câncer que, se encontrado no início, no fim ou no meio mata de qualquer jeito. Outros tantos, a maioria, não mata e nem se manifesta antes de uns 20 ou 30 anos. E quando se manifesta é tratável, no início, no meio ou no fim. Exames para encontrar cânceres no início e assim aumentar a chance de cura, são absolutamente inúteis. Posso dar um conselho já que sou velha o bastante para falar por experiência própria: não tome remédios sem necessidade. Costumo perguntar para o meu médico quanto tempo vai durar os sintomas se eu não tomar o remédio indicado. A resposta é sempre uma semana, até quinze dias. Prefiro esperar. O corpo se cura, enquanto o médico lhe distrai. Se a resposta for “nunca” é claro que tomo. Mas a resposta nunca foi esta. Quando for, eu sei que não terá remédio. Outra coisa: ficar velho não é ficar doente. Se, assim mesmo, você prefere fazer seu check up anual ou semestral, diante de qualquer diagnóstico, procure, no mínimo, mais três médicos. Confirme, confirme e confirme. Médico não é Deus e erra. Erra feio.